menu
18 de Julho de 2024
facebook instagram whatsapp
lupa
menu
18 de Julho de 2024
facebook instagram whatsapp
lupa
fechar

ARTIGOS Segunda-feira, 08 de Julho de 2024, 13:28 - A | A

Segunda-feira, 08 de Julho de 2024, 13h:28 - A | A

POR FERNANDO BICUDO

O tradicionalíssimo Choppão está completando 50 anos de história na nossa capital

FERNANDO BICUDO

 

Por Fernando Bicudo*

 

Tudo começou em 1974, no bairro hoje chamado Goiabeiras. Um tempo em que era a saída do centro da cidade para os bairros mais afastados.


Naqueles anos, a característica não poderia ser mais cuiabana: era um restaurante criado num grande quintal, cheio de mangueiras. 

O Choppão sempre teve suas peculiaridades mantidas durante quase todos esses quase 50 anos, como pratos tradicionais e muito bem servidos como o escaldado, pintado a palito e frango a passarinho, filé e picanha à mineira, filé à parmegiana e até mesmo o famoso filé à Hollywood.


Também se destaca pelo atendimento, com um ar pessoal e ainda a possibilidade de sempre encontrar algum conhecido e, enfim, ainda hoje ter em alguma medida um termômetro de como anda a vida política e social da cidade.



É lugar de pautas para jornalistas, seja para conseguir, seja para discutir, advogados, médicos, escritores ou fofoqueiros em geral. Mas também é onde se tem certeza de comida em sistema à la carte de qualidade, agora servida também em porções menores, pra uma pessoa só, no chamado sistema executivo.



O Choppão faz parte da história de muitas famílias cuiabanas, como a minha, por exemplo.


Meu Pai, Zelito Bicudo, era figura carimbada da casa, frequentador assíduo aos sábados e domingos durante muitos anos.
Na época, a mesa em que se sentava com a turma dele, era reservada desde cedo aos fins de semana e ninguém sentava até que a "trinca", como dizia ele, chegassem.

 


A mesa ficou tão famosa que foi perpetuada e erguida como estátua na frente do restaurante, em 2021. Estão sentados o meu Pai, sempre na cabeceira, Dr. Renato Pimenta, Ditinho Cigano, o pesquisador, Ramis Bucair e o eterno poeta e também Advogado, Silva Freire.


Tive a sorte e o prazer de conviver com todos eles.

O cuiabano circunda o Choppão todos os dias, as grandes festas, comemorações, manifestações, carnavais, comícios, quando ainda eram permitidos, shows musicais e até as grandes passeatas terminam no Choppão, ou seja, é o ponto mais conhecido da cidade.



Desde o fim de 1985, quem administra o Choppão e são os verdadeiros responsáveis pelo sucesso da casa são os irmãos, Mário, nosso querido amigo e já falecido e o Fernando, meu amigo do coração.



Podia ficar aqui escrevendo e contando histórias do Choppão por horas, mas vamos ao pedidos que fizemos no almoço que fiz, junto com a galera do Procon, onde eu trabalho, até porque, tinha muuuuuita comida gostosa.



Aperitivos:

Filé de peixe a palito com molho tártaro
- R$76,70

 

Filé misto acebolado com fritas
(na chapa)
- R$65,60

 

Principais:

bicu

 

Salada refrescante
- R$35,00

bicu

 

Filé à Parmegiana
- R$176,20

 

bicu

 

Picanha na chapa (lançamento)
- R$199,40

Sobremesa:

bicu

 

Petit Gâteau
- R$30,00

Serviço:
Choppão Restaurante
Praça 8 de Abril, 44 - Quilombo Cuiabá - MT
(65)3623-5005 (Delivery)

Atendimento:
De segunda a domingo das 11:00 à 00:00.

 

Fernando Bicudo

 


Fernando Bicudo
Publicitário intusiasta da Gastronomia e da missão de informar e contextualizar sobre o que realmente importa em uma bela mesa.

Instagram: @prosaecozinha

YouTube: Prosa e Cozinha

 
 

Comente esta notícia