menu
18 de Julho de 2024
facebook instagram whatsapp
lupa
menu
18 de Julho de 2024
facebook instagram whatsapp
lupa
fechar

POLÍTICA NACIONAL Sexta-feira, 07 de Junho de 2024, 13:55 - A | A

Sexta-feira, 07 de Junho de 2024, 13h:55 - A | A

QUEBRA DE DECORO

PSOL aciona Conselho de Ética para pedir cassação de  mandato da Coronel Fernanda por quebra de decoro parlamentar

O pedido foi motivado por um bate-boca entre a parlamentar de Mato Grosso e a deputada federal Sâmia Bomfim (PSOL-SP) durante uma sessão da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania

 

O Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) acionou o Conselho de Ética da Câmara dos Deputados para solicitar a cassação da deputada federal Coronel Fernanda (PL), devido a uma grave quebra de decoro parlamentar.

 

O pedido foi motivado por um bate-boca entre a parlamentar de Mato Grosso e a deputada federal Sâmia Bomfim (PSOL-SP) durante uma sessão da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

 

Na ocasião, Coronel Fernanda mencionou o caso do irmão da colega, que foi assassinado no ano passado no Rio de Janeiro.

 

A discussão ocorreu durante a votação de uma Proposta de Emenda à Constituição que estabelece como crime a posse e porte de qualquer quantidade de droga ilícita.

 

Contrária à proposta, Sâmia classificou o relator do texto, deputado federal Ricardo Salles (PL-SP), como "traficante de madeira", o que gerou a resposta controversa da deputada Coronel Fernanda.

 

Em comunicado, o PSOL destacou a gravidade das falas da deputada e como estas "atentam contra a ordem jurídica e social fixada pela Constituição".

 

Em entrevista ao UOL, Sâmia Bomfim comentou o caso, ressaltando a gravidade do crime que vitimou seu irmão e enfatizando a necessidade de não utilizar tragédias pessoais como armas políticas.

 

O caso segue em análise pelo Conselho de Ética da Câmara dos Deputados, que deverá deliberar sobre a possível cassação da deputada Coronel Fernanda por quebra de decoro parlamentar.

 

> Click aqui e receba notícias em primeira mão.

 


Comente esta notícia