menu
18 de Julho de 2024
facebook instagram whatsapp
lupa
menu
18 de Julho de 2024
facebook instagram whatsapp
lupa
fechar

ESPORTES Quarta-feira, 10 de Julho de 2024, 10:43 - A | A

Quarta-feira, 10 de Julho de 2024, 10h:43 - A | A

SOCO NO ROSTO

Torcedor do Cruzeiro é agredido pelo presidente do Corinthians

O confronto entre as duas partes se deu em um contexto de pós-jogo e gerou grande tumulto.

TBN

 

No último domingo, um evento controverso ocorreu no Estádio Mineirão, envolvendo João Daniel Milhomes, um torcedor do Cruzeiro, e Augusto Melo, presidente do Corinthians. Segundo relatos, o confronto entre as duas partes se deu em um contexto de pós-jogo e gerou grande tumulto.

De acordo com Milhomes, o incidente ocorreu enquanto ele e seu filho, de apenas oito anos, caminhavam em direção aos bares localizados atrás dos camarotes. No momento, eles cruzaram com Augusto Melo e sua equipe de seguranças. Alega-se que uma breve interação entre o torcedor e o presidente do Corinthians escalou para um ato de violência física.

O que diz o torcedor agredido?

“Tudo aconteceu muito rápido”, explicou João Daniel durante seu depoimento. “Eu estava apenas tentando comprar um suco para meu filho quando fiz um comentário sobre o time dele (Corinthians), e foi então que recebi um soco no rosto pelo Sr. Melo, na frente do meu filho que ficou muito assustado e triste com toda a situação.”

Reação imediata e busca por justiça

Segundo relatos, os seguranças do estádio agiram prontamente, separando as partes e controlando a situação. Após o ocorrido, Milhomes procurou as autoridades presentes no Mineirão, onde prestou depoimento e registrou um Boletim de Ocorrência contra o presidente do Corinthians, reiterando que não tinha intenções de retaliação, mas de buscar justiça.

Qual foi a sequência dos eventos?
Após a confusão, Andreza Martins Cabral, advogada e torcedora do Cruzeiro, e testemunha ocular do ocorrido, declarou: “Foi uma agressão totalmente injusta e covarde. Estávamos todos saindo para comemorar a vitória do nosso time quando isso aconteceu.” Ela também afirmou que possui um camarote no estádio e viu tudo de perto.

O Mineirão, gerenciado pela Minas Arena, forneceu todas as imagens do incidente para as autoridades.
O Corinthians emitiu um comunicado falando sobre a hostilidade enfrentada por seu presidente e a intervenção de sua equipe de segurança.

Enquanto o caso continua sendo investigado, as repercussões do incidente continuam ecoando entre os torcedores e a mídia. A comunidade esportiva aguarda os desdobramentos desse enfrentamento que transpassou as linhas do futebol, atingindo diretamente dois indivíduos e suas famílias.

 

> Click aqui e receba notícias em primeira mão.


Comente esta notícia