menu
18 de Julho de 2024
facebook instagram whatsapp
lupa
menu
18 de Julho de 2024
facebook instagram whatsapp
lupa
fechar

POLICIAL Terça-feira, 09 de Julho de 2024, 12:14 - A | A

Terça-feira, 09 de Julho de 2024, 12h:14 - A | A

CASO ZAMPIERI

Fazendeiro é indiciado como mandante do assassinato do advogado Zampieri em Cuiabá

De acordo com o inquérito policial, foi estabelecida uma ligação entre Aníbal Laurindo e o intermediário do crime, o coronel do Exército Etevaldo Caçadini

 

A Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) concluiu sua investigação sobre o assassinato do advogado Roberto Zampieri, ocorrido em dezembro do ano passado em frente ao seu escritório no bairro Bosque da Saúde, em Cuiabá.

 

Segundo as autoridades policiais, o fazendeiro Aníbal Manoel Laurindo foi indiciado como o mandante do crime.

 

De acordo com o inquérito policial, foi estabelecida uma ligação entre Aníbal Laurindo e o intermediário do crime, o coronel do Exército Etevaldo Caçadini.

 

Contudo, não foram encontradas provas suficientes para implicar a esposa de Aníbal, Elenice Ballaroti Laurindo, que não foi indiciada.

 

Aníbal Laurindo deverá responder por homicídio duplamente qualificado, com agravantes de traição, emboscada, dissimulação ou recurso que dificulte a defesa da vítima, além de ter sido um crime cometido mediante pagamento, caracterizando motivo torpe.

 

O fazendeiro chegou a ser preso em março deste ano, mas foi liberado no mesmo dia por decisão judicial, argumentando-se na defesa que as evidências eram frágeis, além de ser um idoso com comorbidades que necessitam de cuidados especiais.

 

Uma ordem de prisão foi emitida para Elenice, porém foi revertida antes que ela fosse capturada pela polícia.

 

Desde então, tanto Aníbal quanto Elenice estavam sob monitoramento por tornozeleiras eletrônicas.

 

Em fevereiro deste ano, o Ministério Público de Mato Grosso já havia denunciado Antonio Gomes da Silva, Hedilerson Fialho Martins Barbosa e Etevaldo Luiz Caçadini de Vargas por homicídio triplamente qualificado.

 

Estes permanecem detidos preventivamente aguardando o desenrolar do processo.

 

A audiência do processo sobre o assassinato do advogado Roberto Zampieri está agendada para o dia 22 de julho, quando mais detalhes sobre o caso deverão ser revelados pela Justiça.

 
 
 

> Click aqui e receba notícias em primeira mão.


Comente esta notícia

ALAN 09/07/2024

É.. bem que me falaram uma vez.., pessoas ruins (no geral) também envelhecem...

positivo
1
negativo
0

1 comentários

1 de 1