menu
18 de Julho de 2024
facebook instagram whatsapp
lupa
menu
18 de Julho de 2024
facebook instagram whatsapp
lupa
fechar

POLÍTICA MT Sexta-feira, 07 de Junho de 2024, 15:19 - A | A

Sexta-feira, 07 de Junho de 2024, 15h:19 - A | A

MANDATO CASSADO

Vereador acredita na manutenção da cassação de ex-vereadora por apropriação indevida de verba

Segundo ele, a Comissão Processante reuniu provas robustas que comprovam a infração cometida pela petista

 

O vereador Dilemário Alencar (União) expressou sua confiança na permanência da cassação da ex-vereadora Edna Sampaio (PT) por apropriação indevida de Verba Indenizatória (V.I).

 

Segundo ele, a Comissão Processante reuniu provas robustas que comprovam a infração cometida pela petista.

 

A decisão de cassar Edna foi tomada por 19 votos favoráveis e 1 contrário na última quinta-feira (6), tornando-a inelegível por oito anos. Dilemário ressaltou que a população de Cuiabá ansiava por essa decisão e que a Câmara Municipal fez justiça ao agir de acordo com as provas apresentadas.

 

O vereador também destacou as contradições de Edna, que se dizia defensora de mulheres e ética, mas que agiu de forma ilegal ao apropriar-se dos recursos destinados a uma ex-servidora gestante.

 

Dilemário acredita que a Justiça não anulará a cassação, visto que o processo seguiu os trâmites legais e apresentou provas substanciais.

 

Esta não foi a primeira vez que Edna Sampaio foi cassada, sendo que a primeira decisão foi anulada por extrapolar o prazo máximo de 90 dias.

 

Agora, a Câmara Municipal agiu dentro do prazo estabelecido e os vereadores favoráveis à cassação estão confiantes na segurança jurídica da votação.

 
 

> Click aqui e receba notícias em primeira mão.


Comente esta notícia