menu
18 de Julho de 2024
facebook instagram whatsapp
lupa
menu
18 de Julho de 2024
facebook instagram whatsapp
lupa
fechar

THIAGO PACHECO Terça-feira, 01 de Agosto de 2023, 12:45 - A | A

Terça-feira, 01 de Agosto de 2023, 12h:45 - A | A

THIAGO PACHECO

O Capital de Giro e suas vertentes no mercado de crédito brasileiro

Por Thiago Pacheco* Em algumas instituições financeiras o Capital de Giro é uma operação de crédito parcelado, em outras o Capital de Giro é uma operação de crédito rotativo, entretanto esse é apenas o nome que foi atribuído a essas modalidades de crédito pelas instituições. “O termo capital de giro tem origem nos antigos mascates ianques, que carregavam suas carroças com mercadorias e percorriam rotas vendendo seus artigos”. (Trecho do Livro: Gestão de Capital de Giro do Prof: Diego Ozório) O capital de giro é o recurso que as empresas utilizam para pagar as obrigações de curto e curtíssimo prazo (até 12 meses). Da forma mais simplista: é o disponível que utilizam para pagar fornecedor, funcionários, dentre outros e assim manter a liquidez da empresa. Quando a empresa não dispõe desse recurso ela possui uma necessidade de Capital de Giro. Existem diversas formas de uma empresa se financiar e uma delas é captando recurso no mercado de crédito. No momento da captação no mercado de crédito é muito importante entender o fato gerador, haja vista que a necessidade do capital de giro da empresa por ser sanada por meio de uma operação de crédito rotativo ou parcelado. Texto elaborado em conjunto com Carlos Guilherme – Mestrando PUC/RJ, Mentor Elevare Institute. *Thiago Pacheco é especialista em finanças, mercado, controladoria, agronegócios e ESG, com mais de 20 anos de indústria financeira, com passagens em grandes bancos com presença internacional, além dos maiores players do agro. Professor e mentor para o mercado financeiro e de capitais, fundador e CEO da Elevare Institute.

Comente esta notícia