Viana cobra votação do relatório da CPI da Copa; plenário aprecia na terça

Viana cobra votação do relatório da CPI da Copa; plenário aprecia na terça

- em Política
Comentários desativados em Viana cobra votação do relatório da CPI da Copa; plenário aprecia na terça
Foto: Luiz AlvesFoto: Luiz Alves

Na sessão vespertina desta última quarta-feira (19),  depois da aprovação em plenário da CPI da Sonegação Fiscal, o deputado pedetista Zeca Viana, cobrou ao presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (PSB), e do vice-presidente, Gilmar Fabris (PSD), a votação agora da CPI das Obras da Copa, já que recebeu parecer favorável da Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR).

 Viana apresentou requerimento para que a CPI seja votada na próxima terça-feira (25). Botelho atendeu ao requerimento do deputado Zeca, ordenando a imediata distribuição do relatório da CPI aos deputados e a votação.

“O relatório está concluído. Nós não vamos votar porque vamos distribuir o relatório a todos os deputados. E marcamos a votação para próxima terça-feira”, avisou Botelho, antes de encerrar a sessão vespertina.

Em seu argumento, o deputado Zeca justificou a necessidade dos deputados conhecerem o teor do documento antes da votação. Pois, havia dúvidas sobre a manutenção do texto.

Ele disse que o relatório da comissão apontou irregularidades do consórcio construtor na execução das obras em Cuiabá da Copa do Mundo de 2014, como no caso do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT).

“Eu sei do trabalho que a CPI teve. Mas está me pairando um sentimento de alguma coisa estranha, porque o nobre deputado Wilson Santos, secretário, nosso colega, veio para esta Casa, segundo a imprensa, para convencer os colegas a não votarem o relatório”, afirma Zeca Viana.

O deputado ainda disse que está em seu poder um parecer do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-MT) que reprova a forma de pagamento proposto para a retomada das obras do VLT e a continuidade pelo mesmo consórcio ou empresas vinculadas a ele. Na obra do VLT já foi utilizado o valor de R$ 1,066 bilhão e ele não foi concluído. A obra era uma das prioridades estruturantes para a Copa do Mundo de 2014 em Cuiabá.

Facebook Comments

Veja também

Legislativo estadual, Senado e Dnit assinam ordem de serviço para obras na BR-174

Foi assinado neste final de semana, uma ordem