Starbucks sofre boicote após racismo contra clientes negros

Starbucks sofre boicote após racismo contra clientes negros

- em Curiosidades
Comentários desativados em Starbucks sofre boicote após racismo contra clientes negros

Os dois clientes presos foram liberados no dia seguinte
A rede Starbucks foi alvo de boicote nas redes sociais neste fim de semana. A campanha começou após o vazamento de um vídeo gravado na última quinta-feira (12) em que dois clientes negros são presos em uma unidade da cafeteria na Filadélfia, nos Estados Unidos, por não fazerem pedido. Eles estavam esperando por um amigo quando foram levados por seis policiais. As informações foram publicadas no Independent. 
Leia maisMenino negro sofre racismo em parquinho e vídeo se espalha nas …Os Simpsons responde sobre ‘racismo’ em personagem indiano com …
“Por que eles foram expulsos?”, questionou Andrew Yaffe, a pessoa que os dois clientes negros estavam aguardando para discutir oportunidades de investimento. “Alguém mais acha isso ridículo? É discriminação”, disse ele. Vídeos do ocorrido foram divulgados nas redes sociais e tiveram milhões de visualizações. Os dois clientes foram soltos no dia seguinte.
A Starbucks escreveu um post no Twitter em pedido de desculpas pelo ocorrido.

r7ad.printGAds([300, 250], ‘Island’);

Mostrar legenda

Ocultar legenda

Lázaro Ramos

O ator é uma brisa de diversidade racial no universo homogêneo da televisão.

Créditos: Divulgação

Tais Araujo

O mesmo podemos dizer de Tais Araujo, esposa de Lázaro e líder de diversos movimentos de empoderamento feminino e racial na mídia.

Créditos: Divulgação

Criolo

Com letras e declarações, o rapper do Grajaú ganhou o grande público e é orgulho para a comunidade negra.

Créditos: Divulgação

Djamila Ribeiro

Acadêmica e feminista, Djamila fez parte da comissão de direitos humanos do ex-prefeito Fernando Haddad em São Paulo e é referência do feminismo negro.

Créditos: Reprodução

Eliane Dias

Eliane é esposa de Mano Brown e líder da produtora Boggie Naipe, que cuida da carreira solo do marido e dos Racionais.

Créditos: Revista Trip/Reprodução

Mano Brown

Mano Brown

Créditos: Gabriel Quintão/Virgula

Juçara Marçal

Com o Metá Metá e a carreira solo, Juçara é uma das responsáveis por elucidar o público sobre as tradições e raízes das religiões de matriz africana.

Créditos: Divulgação

Jonathan Azevedo

Jonathan vive Sabiá em ‘A Força do Querer’ e óbvio, já foi vítima de racismo. O que não o impediu de seguir em frente com seu trabalho dentro e fora da TV.

Créditos: Divulgação

Karol Conka

Karol Conka ganhou a mídia com autoestima e afirmação

Créditos: Reprodução

Emicida

O rapper, criado pela mãe, tem história de vida semelhante a de muitos negros das periferias brasileiras. Retratando essa realidade nos discos, ele serve de referência.

Créditos: Divulgação

Mariene de Castro

A cantora é outra que ajuda a cultivar e divulgar o respeito pelas religiões de matriz africana com suas músicas.

Créditos: Divulgação

MC Carol

A funkeira derruba os padrões diariamente para demonstrar que a mulher negra pode, sim, ocupar um espaço relevante.

Créditos: Divulgação

MC Soffia

A jovem adolescente impressiona com sua lucidez sobre temas como racismo e feminismo, empoderando os colegas e inspirando jovens negros.

Créditos: Divulgação

Aranha

O goleiro foi alvo de racismo no estádio do Grêmio, em Porto Alegre, em 2014 e não se calou. Ficou revoltado e fez questão de deixar isso claro, não aceitando o perdão dos responsáveis pelos atos criminosos e exigindo punições. Hoje, virou um símbolo da batalha contra racistas no futebol.

Créditos: Reprodução

Lázaro Ramos

O ator é uma brisa de diversidade racial no universo homogêneo da televisão.

Créditos: Divulgação

Tais Araujo

O mesmo podemos dizer de Tais Araujo, esposa de Lázaro e líder de diversos movimentos de empoderamento feminino e racial na mídia.

Créditos: Divulgação

Criolo

Com letras e declarações, o rapper do Grajaú ganhou o grande público e é orgulho para a comunidade negra.

Créditos: Divulgação

Djamila Ribeiro

Acadêmica e feminista, Djamila fez parte da comissão de direitos humanos do ex-prefeito Fernando Haddad em São Paulo e é referência do feminismo negro.

Créditos: Reprodução

Eliane Dias

Eliane é esposa de Mano Brown e líder da produtora Boggie Naipe, que cuida da carreira solo do marido e dos Racionais.

Créditos: Revista Trip/Reprodução

Mano Brown

Mano Brown

Créditos: Gabriel Quintão/Virgula

Juçara Marçal

Com o Metá Metá e a carreira solo, Juçara é uma das responsáveis por elucidar o público sobre as tradições e raízes das religiões de matriz africana.

Créditos: Divulgação

Jonathan Azevedo

Jonathan vive Sabiá em ‘A Força do Querer’ e óbvio, já foi vítima de racismo. O que não o impediu de seguir em frente com seu trabalho dentro e fora da TV.

Créditos: Divulgação

Karol Conka

Karol Conka ganhou a mídia com autoestima e afirmação

Créditos: Reprodução

Emicida

O rapper, criado pela mãe, tem história de vida semelhante a de muitos negros das periferias brasileiras. Retratando essa realidade nos discos, ele serve de referência.

Créditos: Divulgação

Mariene de Castro

A cantora é outra que ajuda a cultivar e divulgar o respeito pelas religiões de matriz africana com suas músicas.

Créditos: Divulgação

MC Carol

A funkeira derruba os padrões diariamente para demonstrar que a mulher negra pode, sim, ocupar um espaço relevante.

Créditos: Divulgação

MC Soffia

A jovem adolescente impressiona com sua lucidez sobre temas como racismo e feminismo, empoderando os colegas e inspirando jovens negros.

Créditos: Divulgação

Aranha

O goleiro foi alvo de racismo no estádio do Grêmio, em Porto Alegre, em 2014 e não se calou. Ficou revoltado e fez questão de deixar isso claro, não aceitando o perdão dos responsáveis pelos atos criminosos e exigindo punições. Hoje, virou um símbolo da batalha contra racistas no futebol.

Créditos: Reprodução

Mais galerias

Fotos coloridas mostram cotidiano dos EUA nos anos 1950

Mulher perde cabelo por causa de stress pré-casamento

Famosos brasileiros LGBTs

r7ad.printGAds([300, 250], ‘Island’);

Mais galerias

Fotos coloridas mostram cotidiano dos EUA nos anos 1950

Mulher perde cabelo por causa de stress pré-casamento

Famosos brasileiros LGBTs

Fechar X

(function($) {
$(document).ready(function() {
initialize_virgula_gallery(‘#virgula-gallery-1243667’);
});
})(jQuery)

Fonte: Vírgula UOL

Facebook Comments

Veja também

Mulher descobre traição porque espinhas nas costas do marido já tinham sido espremidas

Segundo o site Mirror, o advogado Tolga Aydemir