Prefeitura e governo vão discutir espaço exclusivo para atender presos

Prefeitura e governo vão discutir espaço exclusivo para atender presos

- em Cidades
Comentários desativados em Prefeitura e governo vão discutir espaço exclusivo para atender presos
Foto: G1-MTFoto: G1-MT

Após o tiroteio na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Norte, localizada no bairro Morada do Ouro, nesta terça-feira, a Secretaria de Saúde de Cuiabá vai discutir com o governo de Mato Grosso regras de segurança para o atendimento de reeducandos em unidades de saúde. “Já vínhamos conversando com a Secretaria de Justiça e Direitos Humanos em relação ao fluxo essencial do reeducando, para criarmos protocolos que assegurem o atendimento a eles como cidadãos, independente do crime que tenham cometido, para que tenham o direto de receber o tratamento de saúde quando for preciso. Mas, por outro lado, temos a obrigação de assegurarmos a segurança para os nossos trabalhadores e para a sociedade, usuários do SUS que vão buscar o atendimento na unidade e que se sentem inseguros em terem ali um reeducando. A situação que aconteceu nesta terça deixa claro que não dá mais para tratar todo mundo junto, no mesmo espaço. Não temos como criar uma estrutura separada só para atendimento aos reeducandos, por isso precisamos urgentemente fechar os protocolos de segurança que já estamos discutindo e colocá-los em prática para dar segurança aos profissionais e à população. Essa, infelizmente, é uma situação que além de ter atingido fisicamente cinco pessoas, atingiu psicologicamente os nossos servidores da UPA, que ficaram extremamente abalados”, disse a secretária municipal de Saúde de Cuiabá, Elizeth Araújo

Elizeth Araújo reforçou ainda que a situação ocorrida nesta terça-feira mostra a urgência em definir as regras de atendimento.   “Para evitar qualquer situação de constrangimento para o reeducando e de insegurança para a população vamos realizar essa semana reuniões para estabelecer esse local de atendimento com protocolo de segurança. Lembrando que as unidades contam com policial por meio de um convênio firmado entre a Secretaria de Ordem Pública, a Secretaria de Justiça e Secretaria de Segurança Pública, através de um projeto Jornada Voluntária, onde o policial militar, durante o período da sua folga, trabalha de forma remunerada na Secretaria de Saúde de Cuiabá”, finalizou.

A UPA da Morada do Outro foi invadida por dois homens  armados para resgatar um preso levado ao local para atendimento médico. Segundo relatos de funcionários que presenciaram o ocorrido, os homens já entraram na UPA atirando.

Ao todo cinco pessoas foram feridas. As vítimas foram encaminhadas imediatamente para o Hospital e Pronto Socorro Municipal, onde foram atendidos. Entre os feridos há um bebê de 6 meses, atingido por um tiro no tórax e na mão. Seu estado de saúde é grave e ele se encontra no momento na Unidade de Terapia Intensiva (UTI). A mãe dele foi atingida de raspão no ombro e aguarda avaliação vascular, mas deve receber alta ainda nesta terça.

Outra paciente, mulher de 33 anos, também foi atingida no tórax e está em estado grave. Ela também foi transferida para a UTI. A enfermeira da UPA foi atingida na perna, recebeu todos os atendimentos necessários e o seu quadro é estável. O último paciente também foi atingido na coxa e está com o quadro estável.

Facebook Comments

Veja também

Definida empresa que vai construir pontes sobre o Ribeirão do Lipa, na Estrada da Guia

Governo reduziu em 15% os custos para construir