Policial e mulher são assassinados e filho é preso como suspeito do crime

Policial e mulher são assassinados e filho é preso como suspeito do crime

- em Cidades, Polícia
Comentários desativados em Policial e mulher são assassinados e filho é preso como suspeito do crime
Foto: ReproduçãoFoto: Reprodução

A Polícia Judiciária Civil de Porto Esperidião (326km a Oeste) prendeu em flagrante o suspeito Adriano Alves Manoel, 35, por duplo homicídio praticado contra os pais em um sítio no município de Glória d’Oeste (312 km a Oeste), na tarde de segunda-feira (05).

Com vasto histórico de internações por abuso de drogas, o autuado foi encontrado pela Polícia Civil em uma unidade de atendimento médico (PSF), onde levou os corpos dos pais transportados em uma caminhonete. Ele apresentava fala alterada, indicando uso de entorpecentes, e dizia versões conflitantes sobre o ocorrido.

Informações periciais preliminares apontam que Adriano teria desferido ao menos 12 facadas no pai, o investigador da Polícia Civil aposentado Noraide Manoel Moraes, 64, e 03 facadas na mãe, Elza Alves Manoel.

Conduzido à Delegacia, o suspeito foi interrogado e autuado em flagrante (por duplo homicídio qualificado) pelo delegado de polícia Gutemberg de Lucena Almeida, que preside as investigações. Familiares das vítimas relataram histórico de agressividade do suspeito, especialmente quando misturava medicação controlada e entorpecentes.

“Por todas as circunstâncias apuradas até o momento fica evidente a autoria do crime. Tudo indica que o suspeito tenha inclusive escondido as armas (de posse legal do pai) para dificultar provável reação da vítima. Foram realizados exames periciais que serão confrontados com todo o material já levantado pela equipe da Polícia Civil”, explica o delegado Gutemberg, que vai representar na esfera judicial pela conversão do flagrante em prisão temporária.

Toda a Polícia Judiciária Civil está consternada com o ocorrido com o investigador de polícia aposentado Noraide (e sua esposa) e presta condolências aos familiares, colegas de Instituição e amigos.

O policial trabalhou por décadas em região de fronteira, nos municípios de Glória D’Oeste, Porto Esperidião, Cáceres, entre outros. O corpo dele e de sua esposa, assim que liberados pela Perícia, serão encaminhados para velório e enterro na cidade de Mirassol d’Oeste.

Facebook Comments

Veja também

Nova proposta de 7.05% de reajuste põe fim à greve da Educação

A Prefeitura de Cuiabá propõe recomposição salarial de