PF consegue cumprir 10 mandados de prisão na Operação Caminho Certo

PF consegue cumprir 10 mandados de prisão na Operação Caminho Certo

- em Brasil
Comentários desativados em PF consegue cumprir 10 mandados de prisão na Operação Caminho Certo

A Polícia Federal (PF) cumpriu hoje (13) 10 dos 27 mandados de prisão temporária expedidos pela Justiça Federal contra integrantes de uma quadrilha de tráfico de drogas e roubo de cargas que age na comunidade conhecida como Complexo das Retas, no município de Itaboraí, região metropolitana do Rio. A Operação Caminho Certo investigou por seis meses o crime organizado e suas ramificações em Itaboraí.

De acordo com a polícia, o principal líder da facção criminosa que atua na região, Lindomar de Oliveira Brantes, conhecido como Dodô, foi recentemente transferido do presídio federal de Campo Grande, em Mato Grosso do Sul, para o Complexo Penitenciário de Gericinó e está entre os alvos da operação. Dodô, mesmo preso, comandava as ações da quadrilha de dentro do presídio.

De acordo com o chefe de operações da PF, Enrico Zambrotti, quatro dos dez presos foram pegos em flagrante com armas de fogo ou drogas. Ele disse também que todos os 17 mandados de busca e apreensão foram cumpridos. Na ação, foram apreendidos revólveres, espingardas e pistolas, além de 15 quilos de cocaína e uma quantidade de maconha ainda não contabilizada.

Segundo Zambrotti, o roubo de cargas na BR-101 registrou um aumento muito grande, porque além da forte presença do tráfico de drogas, tem tido elevado índice de roubo de cargas em razão da proximidade com importantes rodovias de escoamento de produtos e suprimentos no estado. O delegado afirmou que a quadrilha atuava intensamente na região, realizando uma média de dois roubos por semana de cargas diversas, indo de materiais elétricos a alimentos.

As investigações ainda estão em andamento, mas a PF suspeita que parte das cargas roubadas eram compradas por pequenos comerciantes da Região dos Lagos.
A ação contou com apoio da Polícia Militar, por meio do Batalhão de Operações Especiais, do Batalhão de Choque e do Grupamento Aeromóvel. O Ministério Público do Rio também auxiliou nas investigações do caso.

Fonte: Agência Brasil

Facebook Comments

Veja também

INSS convoca 178 mil segurados para perícia

O Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) divulgou