Doze homens são presos em São Paulo em operação contra pornografia infantil

Doze homens são presos em São Paulo em operação contra pornografia infantil

- em Brasil
Comentários desativados em Doze homens são presos em São Paulo em operação contra pornografia infantil

Doze homens entre 20 e 60 anos de idade foram presos hoje (20) em uma ação da Polícia Civil contra exploração sexual de crianças e pornografia infantil em São Paulo. Os mandados foram cumpridos na capital e em cidades da região metropolitana.

Entre os presos, 11 foram detidos por armazenamento de imagens e um por armazenamento e compartilhamento de imagens. A maior parte dos flagrados por armazenamento de pornografia infantil pagou a fiança e foi solta, mas poderá responder a processo.

Já o crime de compartilhamento de imagem, ou seja, quando a pessoa passa ou transmite a outra fotos ou vídeos de pornografia infantil pela internet, tem pena maior, não tem possibilidade de fiança.  A polícia vai apurar se houve contato físico entre os presos e as crianças que aparecem nas imagens encontradas com eles.

Segundo a delegada e diretora do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Elisabete Sato, durante a operação, chamada de Guardiões da Infância, foram apreendidos “vários materiais pornográficos, entre eles, 22 CPUs, 15 notebooks, 31 HDs, 34 pen-drives, 68 CDs, um videogame, 10 celulares e mais dois roteadores”.

“A polícia vem, incansavelmente, efetuando seu trabalho no combate a esse tipo de crime que nós todos consideramos repugnante”, disse. “Eu, particularmente, fico extremamente condoída e chocada de estarmos em 2018 e saber que muitos ainda têm prazer sexual com crianças, principalmente bebês. O alerta que fazemos aos pais é que percebam seus filhos. Hoje todos trabalham e ninguém percebe os filhos. As vezes somos negligentes na nossa própria casa”, acrescentou.

A delegada Kelly Cristina Andrade, da Divisão de Proteção à Pessoa do DHPP, disse que nenhum dos presos tinha passagem pela polícia e que eles também não tinham conexão entre si. A investigação, segundo ela, teve início em dezembro.

Fonte: Agência Brasil

Facebook Comments

Veja também

Polícia e MP de Goiás vão apurar denúncias contra médium João de Deus

A Polícia Civil e o Ministério Público de