Discussão sobre setor automotivo traz ministro argentino ao Brasil

Discussão sobre setor automotivo traz ministro argentino ao Brasil

- em Brasil
Comentários desativados em Discussão sobre setor automotivo traz ministro argentino ao Brasil

Há pouco mais de 20 dias no cargo, o ministro da Produção da Argentina, Dante Sica, veio a Brasília para uma série de reuniões com autoridades do governo federal. Em pauta, o acordo automotivo entre Brasil e Argentina que vai até 2020, as negociações do Mercosul (Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai) com a União Europeia e ainda o Programa Rota 2030 – de incentivos ao setor automotivo.

Sica se reuniu ontem (9) com os ministros Aloysio Nunes Ferreira (Relações Exteriores) e Marcos Jorge (Indústria, Comércio Exterior e Serviços), além do presidente do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Dyogo de Oliveira, e secretário da Receita Federal, Jorge Rachid.

São Paulo - Pátio de montadora em São Bernardo do Campo

Acordo automotivo entre Brasil e Argentina vai até 2020 (Marcelo Camargo/Agência Brasil)

Dante Sica assumiu a pasta da Produção da Argentina em substituição a Francisco Cabrera, no último dia 16.

Negociação bilateral

Pelo acordo automotivo do Brasil com a Argentina, válido até 2020, a cada US$ 1 que os argentinos vendem aos brasileiros em autopeças e veículos, a expectativa é que as montadoras brasileiras exportem ao país vizinho US$ 1,5 com isenção do imposto de importação.

Em relação ao Programa Rota 2030, cuja medida provisória foi assinada no último dia 5, o governo define incentivos à indústria automobilística brasileira nos próximos 15 anos. O programa concede crédito de até R$ 1,5 bilhão, enquanto a indústria terá que garantir um aporte mínimo de R$ 5 bilhões em pesquisa e desenvolvimento (P&D) por ano.

O programa determina, como meta obrigatória, o incremento de 11% na eficiência energética dos veículos até 2022. Os veículos comercializados no Brasil receberão etiquetas que informarão, de maneira mais direta ao consumidor, a eficiência energética e os equipamentos de segurança instalados.

Negociação com Europa

Também foi tema das conversas a nova rodada de negociações entre União Europeia e Mercosul, que começou ontem (9) em Bruxelas (Bélgica) e deve se estender até sexta-feira (13). Em discussão, questões relativas ao setor automotivo, as peças de automação, as indicações geográficas, o transporte marítimo e os produtos lácteos.

Na próxima semana, em Montevidéu, haverá uma nova etapa de reuniões, nos dias 16 e 17, entre a Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac) e a União Europeia.

Esta etapa das negociações ocorre no momento em que o comércio internacional está sob tensão devido às decisões dos Estados Unidos com alguns parceiros ao impor tarifas ao aço e ao alumínio.

Fonte: Agência Brasil

Facebook Comments

Veja também

Brasil encerra o ano com vitória sobre Camarões por 1 a 0

Uma dor na virilha tirou o atacante Neymar