Botelho defende parceria com Justiça por eleição limpa e campanha para conscientizar eleitor

Botelho defende parceria com Justiça por eleição limpa e campanha para conscientizar eleitor

- em Política
Comentários desativados em Botelho defende parceria com Justiça por eleição limpa e campanha para conscientizar eleitor
Foto: TRE-MTFoto: TRE-MT

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (PSB), ressaltou nesta última segunda-feira (17) – na posse dos desembargadores Marcio Vidal e Pedro Sakamoto como presidente e vice-presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT) -, sobre a importância de uma parceria com a Justiça Eleitoral para garantir uma eleição limpa no próximo ano. Ainda reforçou sobre a necessidade de trabalhar com a conscientização do eleitor para acabar com a venda dos votos e troca de favores.

“Vivemos um momento que precisa repensar tudo que vinha sendo feito na política, especialmente nas eleições. Temos visto as denúncias de que o caixa 2 era generalizado, que as trocas de favores eram constantes. Precisamos fazer uma mudança e para isso o TRE-MT é muito importante, mas não pode fazer sozinho, temos de fazer de mãos dadas, principalmente na conscientização do cidadão e de que é ele quem decide a eleição, acabar com esta troca de favores imediatos e instantâneos. Temos de ter políticos com compromisso com a sociedade”, afirmou Botelho.

O presidente do Legislativo disse que já tem buscado ampliar a parceria com o Poder Judiciário e agora estende à Justiça Eleitoral. “Vamos fazer a parceria com o que puder para que tenhamos uma eleição limpa e que o cidadão tenha o direito ao voto garantido”, defendeu.

Na posse, o novo vice-presidente Pedro Sakamoto também comentou sobre o atual momento pelo qual passa o país e comentou que a “corrupção está em ritmo alarmante no Brasil” e o abuso de poder econômico acaba por inverter o processo democrático das eleições.

O magistrado contextualiza que o eleitor tem percebido que ao longo dos anos elegeu políticos com interesses próprios e pontua que o caixa 2 e a compra de votos prejudicam os direitos e garantias fundamentais do cidadão.

“Temos de conclamar a população não apenas a comparecer às urnas a cada dois anos, mas para um debate profundo e não se deixar iludir por candidatos simpáticos com discursos demagógicos. (…) Nada adiantará se quem tem poder de voto não mudar”, fundamentou.

O presidente do TRE-MT, Marcio Vidal, assume com o desafio de já no primeiro ano colocar em prática um projeto de 185 ações pautado em três pilares fundamentais. O primeiro é o investimento maciço na informática. “Vivemos um momento de informação, da comunicação”, justificou.

O segundo será a questão da interface que será estabelecida com o cidadão. “Um canal aberto com o eleitor que é o detentor do poder”, comentou. E no terceiro pilar serão trabalhadas a cooperação e a colaboração tanto interna quanto externa, com objetivo de aprimorar o sistema como um todo.

“Não se pode ter a única preocupação com o ano que vem. Temos também um longo caminho a percorrer, uma travessia, mas com a união de todos, com os membros do tribunal pleno e de outras instituições. Queremos ter ações eficazes. Viver uma democracia substancial e não apenas superficial”, afirmou durante a cerimônia de posse.

Facebook Comments

Veja também

Botelho e Wilson saem em defesa da homenagem que Barranco quer fazer a Lula

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho